Campeonatos Nacionais de Clubes: Espinho arrasador

O Oporto tem sido o grande dominador dos Campeonatos Nacionais de Clubes
para jovens. Hoje (sexta-feira), no campo Aroeira I, revalidou o título no
escalão de sub-18  (um troféu que já lhe pertencera no triénio 2008-2010),
mas, em sub-14, viu interrompida por Miramar uma série de quatro vitórias
seguidas.

Alinhando com os irmãos Afonso e João Girão, Eduardo Baptista e João
Magalhães, os “boys” de Espinho venceram com 672 pancadas (227-220-225),
menos oito que Vilamoura (226-228-226), que contou com Francisco Oliveira,
Francisco Baião, Nathan Brader e Vítor Lopes. O Lisbon Sports Club ocupou
o último lugar do pódio, com 701 (242-231-228).

Em sub-14, Miramar conseguiu subir do segundo ao primeiro lugar ao
concluir de forma brilhante com 241, contra as 257 do Oporto, que
comandava com a vantagem mínima para a última volta. Os campeões, que, com
um total de 750, deixaram os vice-campeões a 15 shots de distância, são
Henrique Oliveira Barros, José Mª Cunha, Marlon Neto-Bradley, Pedro
Lencart da Silva e Simão Pedroso. Pelo Oporto, evoluíram Bernardo Roriz,
João Maria Pontes, João Pedro Maganinho e Vasco Alves.

Tanto nos sub-18 como nos sub-14, aproveitavam-se (somavam-se) os três
melhores resultados diários cada quarteto em actuação.

A nível individual oficioso, o melhor em sub-18 foi Rafael Gaspar, do
Belas Clube de Campo, com 215 pancadas (71-72-72), seguido de Gonçalo
Costa, do Lisbon, com 217 (77-73-67). O terceiro foi Nathan Brader, de
Vilamoura, com 219 (73-72-74).

Em sub-14, foram dois jogadores de Miramar a ocuparem os dois primeiros
lugares: José Mª Cunha, com 241 (81-84-76) e Pedro Lencart da Silva, com
246 (79-87-80). Seguiram-se dois jogadores do Oporto: Vasco Alves e João
Pedro Maganinho, com 248 e 256 pancadas.

Deixar um comentário