Filipe Lima em busca de cartão

Seis portugueses passaram o cut no Open da Madeira, mas só um terá uma palavra a dizer, hoje, na questão do título. Filipe Lima, com uma terceira volta de 66 pancadas – a melhor do dia de ontem –subiu de 38º para 6º, a seis pancadas do líder, o chileno Mark Tullo.

O segredo de Lima esteve no taco. Como falhara vários putts curtos, optou por mudar de putter. “Nunca o tinha feito durante um torneio e resultou”, disse o luso-francês, de 31 anos. “O meu jogo foi parecido ao dos dois primeiros dias, mas não cometi erros e joguei melhor, mais sólido.”

Com um total de 2010 (73-71-66), Lima tem apenas cinco jogadores à sua frente. Mark Tullo comanda 204 (67-69-68), seguido do norte-americano Peter Uihlein (72-64-69) e o escocês Craig Lee (67-68-70), ambos com 205. O sueco Jarmo Sandelin (69-68-70) e o dinamarquês Morten Madsen (72-69-67), com 208.

Ricardo Santos, o detentor do título, subiu de 57º para 37º com uma terceira volta de 69, mas está a uma distantes 11 pancadas do primeiro.

Siga o desenrolar do quarto dia de competição aqui./R.C.

Deixar um comentário