Open dos EUA sem tréguas

Até que ponto as coisas têm estado difíceis no 113º Open dos EUA? Bem, concluída ontem a segunda volta ao campo do Merion Golf Club, em Ardmore, Pensilvânia, apenas dois jogadores ganhavam no duelo directo com o mesmo: os americanos Phil Mickelson (67-72) e Billy Horschel (72-67), que partilhavam o comando com 1 abaixo do Par 70. E o cut, por incrível que pareça, ficou fixado em 8 acima do Par.

Dos 156 participantes iniciais, 73 apuraram-se para os últimos 36 buracos. A terceira volta começou logo de seguida, com grupos de três jogadores e com saídas simultâneas do 1 e do 11, para tentar recuperar o atraso do primeiro dia, provocado por chuva e trovoada. Decorria à hora de fecho da nossa edição em papel, com um pelotão da frente muito compacto e o sul-africano Charl Schwartzel a liderar com um total de agregado de -2. O inglês Luke Donald era segundo com -1.

Tiger Woods e Rory McIlroy, numeros 1 e 2 no ranking mundial, completaram a primeira metade do torneio com 73-70, o que lhes dava o 13.º lugar. Estavam então a quatro shots de Mickelson e Horschel, mas entretanto vinham perdendo terreno durante a terceira volta: com 13 buracos concluídos, tinham 9 pancadas de desvantagem para Schwartzel. Quanto ao detentor do título, Webb Simpson (71-75), estava a 13 shots do primeiro./RC

Deixar um comentário