Figgy: “É uma sensação óptima”

Pedro Figueiredo ajustou contas com os três cuts falhados no Challenge Tour e ganhou o seu primeiro título ao fim de pouco mais de um mês de carreira profissional: o Campeonato Nacional de Profissionais O prémio monetário foi o menos

“O prémio monetário é simbólico. Desse ponto de vista, tive a sorte de começar bem a minha carreira, acumulando vários patrocínios. Assim, não tenho a pressão de ter de meter um putt para pagar o hotel. Note-se que só nos três primeiros torneios do Challenge Tour gastei mais de seis mil euros em despesas”, diz Pedro Figueiredo.  “Agora, a vitória, em si, dá-me confiança e motivação para o futuro. Um título de campeão nacional tem sempre prestígio e é uma sensação óptima ganhá-lo, depois de três torneios menos conseguidos.”

Ao fim de pouco mais de um mês, Figgy, de apenas 22 anos, torna-se no quarto português a vencer o campeonato nacional de profissionais depois de ter ganho também o de amadores, imitando o que antes dele haviam feito Sean Côrte-Real, Nuno Campino e Hugo Santos. Ao todo, fez 209 pancadas (-7), tendo sido o único a jogar abaixo do par nas três voltas ao campo de Vila Sol, em Vilamoura, e o único a chegar aos 54 buracos nos números vermelhos, com um total de 13 birdies e apenas seis “bogeys.

Na segunda posição ficou Tiago Cruz (+1) e na quarta António Rosado (+4). Pela terceira quedou-se o número 1 português, Ricardo Santos, com um total de +2. Hugo Santos, campeão em título, fechou o top5, com um agregado de 5 acima do par. Pedro Figueiredo encaixou o prémio mais alto em disputa:  1400 euros.

O Campeonato Nacional Feminino não se realizou, por falta de jogadoras inscritas. O vencedor do pro-am, disputado quinta-feira, foi Elídio Costa, ao lado dos amadores Odília Inácio, Ivone Tomás e Rogério Silva. José Dias não quis defender o título de campeão de seniores (que, sendo assim, foi para Joaquim Sequeira), preferindo jogar o torneio principal. “Dá-me mais gozo ser top-ten entre os mais jovens do que nº1 de veteranos.”

CAMPEONATO NACIONAL DE PROFISSIONAIS 

POS.          JOGADOR        VOLTAS  RES.

1       Pedro Figueiredo 69 70 70     -7

2       Tiago Cruz 72 72 73     +1

3       Ricardo Santos    72 75 71     +2

4       António Rosado  72 73 75     +4

T5     Almerindo Sequeira       75 73 73     +5

T5     Hugo Santos        78 69 74     +5

7       António Sobrinho         76 74 72     +6

8       Artur Freitas       70 76 79     +9

9       André Medeiros            75 81 71     +11

10     José Dias    76 74 78     +12

Deixar um comentário