PORTUGAL MASTERS: campo em grandes condições

Muitos meses de trabalho duro, grande empenho e motivação dos profissionais da manutenção resultaram num campo de nível mundial

O percurso do Oceânico Victoria recebe este Portugal Masters nas melhores condições, o que aliado às previsões de bom tempo e ausência de vento poderá proporcionar novos recordes.

Os últimos trabalhos começaram em Julho, com o encerramento durante duas semanas para as “operações mais agressivas” em fairways e greens. Só nos greens foram aplicadas mais de 200 toneladas de areia sílica.

Este ano o percurso terá mais 50 metros: foi construído um novo tee no buraco 12.

Os 69 bunkers do Victoria receberam cerca de cem toneladas de areia nova.

A manutenção do campo, coordenada pelo green-keeper chefe Rui Grave, terá 37 pessoas.

Pela primeira vez, os 18 greens do Victoria estarão 15 dias sem rega, ficando mais duros e mais rápidos.

O rough vai começar hoje com 83 milímetros, não será cortado e no domingo atingirá os 10 centímetros de altura.

“O sucesso na manutenção é a grande união que existe entre as pessoas que aqui trabalham. A crise tem limitado os recursos e só a motivação das pessoas possibilita este ‘milagre’”, disse a O Jogo Rui Grave.

Deixar um comentário