PORTUGAL MASTERS: portugueses em força

Portugueses em prova serão nove, sete profissionais e dois amadores. Para fazer melhor do que na edição passada

Os jogadores portugueses, amadores e profissionais, treinaram ontem no Oceânico Victoria, uns de manhã e outros à tarde.

Os jovens amadores João Carlota e Ricardo Melo Gouveia, com o recém-profissional Pedro Figueiredo, foram dos primeiros a irem para o campo, logo às 8 horas, com os treinadores Nuno Campino (seleccionador nacional da FPG) e o David Lewellin, vindo expressamente do País de Gales. No buraco 10 tiveram a companhia do profissional António Rosado.

Ricardo Santos treinou com o irmão Hugo Santos e com o jovem profissional madeirense Nuno Henriques, que conseguiu um convite de última hora.

Filipe Lima, que foi entrevistado pela televisão inglesa, chegou cedo e passou cerca de duas horas no putting green, passando depois para o driving range.

Tiago Cruz chegou ao fim da manhã com o seu novo ‘manager’ Fernando Serpa e depois de passagem pelos treinos de putt e jogo comprido foi para o campo.

O ano passado, registou-se o recorde de três portugueses a passarem o cut: Ricardo Santos, Pedro Figueiredo e Ricardo Melo Gouveia. Como será desta vez?

Deixar um comentário