Lima e Ricardo juntos na Taça do Mundo

(FOTO: RICARDO LOPES)

Filipe Lima diz estar na sua melhor forma de sempre. Ricardo Santos explica que sonhar não é proibido. Os dois portugueses do circuito vão a exame juntos entre 21 e 24 de Novembro, na Austrália 

“Não costumo pensar nas coisas assim, mas penso que sim, que estou na minha melhor forma de sempre. Nunca fiz uma época tão consistente.” As palavras são de Filipe Lima, que no fim-de-semana fechou com mais um brilhante segundo lugar um ano de grande qualidade no Challenge Tour. Lima conseguiu este ano nove top10 e terminou o ranking anual do circuito como vice-campeão.

“Não posso dizer se, estando este ano no European Tour, teria conservado sem problemas o cartão. Os circuitos são bastante diferentes e só posso especular. Mas sinto que sim, que poderia ter estado bem”, diz. “De qualquer modo, o objectivo para 2014 será manter-me no circuito. E mesmo isso é só para planear depois da Taça do Mundo, que é o objectivo imediato.”

Será a primeira que Lima e Ricardo Santos, que em 2014 se tornam também os dois primeiros portugueses a jogar em simultâneo o European Tour, disputam lado a lado a Taça do Mundo. Ambos já participaram na prova, mas com parceiros diferentes. Há dois anos eram para jogar juntos, mas Lima lesionou-se e Ricardo teve de chamar o irmão, Hugo Santos.

“Vamos a ver no que dá. Há lá grandes duplas. Mas penso que, se estivermos ambos ao nosso melhor nível de 2013, podemos talvez ter uma palavra a dizer”, explica Ricardo Santos.

A competição realiza-se de 21 a 24 de Novembro, no Royal Melbourne Golf Club, na Austrália. Estarão em campo duplas de 34 países, totalizando 74 vitórias no PGA Tour e 31 no European Tour, onze participações na President’s Cup e sete na Ryder Cup.

Adam Scott (segundo do ranking mundial) e Jason Day representam a equipa da casa. Matt Kuchar (oitavo do ranking), é outro dos monstros sagrados presentes, no caso pelos EUA. Ricardo Santos obteve, com Tiago Cruz, o melhor resultado de Portugal até hoje: 13º em 2008.

Deixar um comentário