Serviços mínimos para Ricardo na Turquia: 33.274 euros

“Não perdi posições, mas em todo o caso estou mais longe. Preciso de um bom resultado na Turquia”, diz Ricardo Santos. O HSBC Champions deixou o português no mesmo 63º lugar na Race To Dubai, a apenas três do DP World Tour Championship. Mas, agora, são mais de 33 mil os euros que o separam da 60ª posição, neste momento na mão do inglês Danny Willett. “Vou dar tudo o que tenho. Se conseguir, será excelente. Se não, há-de ser para o ano”, diz o algarvio. No Turkish Airlines Open desta semana, todos os resultados serão, pois, relativos. Menos ganhar uma verba inferior a (para sermos precisos) 33.274 euros.

Deixar um comentário