Ricardo explosivo em ronda atribulada

Cinco pancadas à frente de Tiger Woods, o português torna a dar sinais de regresso à boa forma. Apenas dez jogadores concluíram as suas voltas

A trovoada atrasou a ronda e o cair da noite acabou por interrompê-la. Dos 78 jogadores presentes na Turquia para a primeira edição do Turkish Open no calendário do European Tour, como parte da superlativa Final Series da RaceToDubai, apenas dez conseguiram concluir a primeira volta no dia de ontem.

Não obstante, houve festival de birdies no The Montgomerie Maxx Royal, em Antalya. E um dos jogadores em destaque foi precisamente Ricardo Santos, que dormiu na quarta posição, após um estrondoso -6 em quinze buracos, cinco pancadas à frente por exemplo de Tiger Woods, que ainda conseguiu completar dez bandeiras.

O português, que começou a volta pelo 10, cedeu um bogey no 11, mas corrigiu com quatro birdies consecutivos e ainda lhes acrescentou mais três. Pelo contrário, e ao falhar sucessivos shots ao green, Tiger Woods lutou todo o dia para salvar pars.

Não foi o único, mas em todo o caso acorda na 50ª posição ex-aequo. Empatado por exemplo com Justin Rose, campeão do US Open e um dos candidatos à vitória na RaceToDubai, mas três pancadas atrás de Henrik Stenson, o homem que lhe roubou a FeEx Cup (e que lidera também o campeonato europeu) e cinco do compatriota Peter Uihlein, para já o melhor americano em campo.

Ricardo Santos, recorde-se, luta por um lugar na final da próxima semana, no Dubai, de que dista neste momento três posições no campeonato. Um top5 na Turquia resolvia o seu problema com todo o conforto.

Luxo total na Turquia

“O field é excepcionalmente forte. Neste campo e com este setup, estou à espera de um resultado de -20 ou melhor por parte do vencedor.” A previsão é de Paul Casey, um dos líderes ao final do dia. A maior parte dos jogadores fez questão de elogiar as condições do campo e do torneio. Disse Matteo Manassero: “Não me lembro de alguma vez ter batido uma bola numa atmosfera tão luxuosa como esta que nos rodeia aqui na Turquia.”

Deixar um comentário