Suzann Pettersen: tuta e meia

SUZANN PETTERSEN, 32 ANOS, NORUEGUESA, 3ª WGR

Raramente falha um cut, mas esse não é o seu principal cartão de visita. Na verdade, Suzann é, por esta altura, não só a jogadora europeia mais bem colocada no ranking mundial, como a única jogadora ocidental que em nenhum momento desmobilizou na perseguição ao reinado da chinesa Yani Tseng (agora também suplantada). À sua frieza se deveu, em grandíssima parte, a vitória da selecção europeia sobre a congénere norte-americana na última edição da Solheim Cup. Com dez anos ao mais alto nível, a norueguesa tem já 18 vitórias como profissional, incluindo este ano no Mission Hills World Ladies Championship e no LPGA Lotte Championship. Chamam-lhe “Tutta”, alcunha que traz desde a escola primária. De resto, quem a vê em campo, abanando o rabo de cavalo loiro, a caminho de mais um birdie depois de um drive monstruoso, não tem vontade de chamar-lhe outra coisa senão isso: Tuta. Apetece emparceirar com ela, basicamente. Quem sabe o próximo pro-am não é em Texas Scramble…

Deixar um comentário