Em Vidago, está tudo a postos

Três anos depois, o Open de Portugal está de regresso ao European Senior Tour, num processo que foi sendo desenhado durante quase um ano. “A possibilidade de receber o torneio surgiu de uma conversa entre a Unicer (proprietária do Vidago Palace) e o European Tour durante o último Portugal Masters, prova que era um dos patrocinadores. E com o apoio fundamental da Associação do Turismo do Porto tornou-se mesmo possível”, contou Alexandre Barroso, director do percurso que recebe a prova entre amanhã e domingo, dotada em 225 mil euros, e que pela primeira vez leva o circuito ao Norte.

A imagem do Porto e do Norte de Portugal parecem estar, precisamente, garantidas. “O European Tour vai ter um programa de ‘highlights’ que prevê chegar a 130 milhões de casas, com imagens sobre o Douro, etc”, justificou Alexandre Barroso, que explicou que não foram feitas exigências muito diferentes daquelas a que o Vidago Palace está habituado a oferecer aos seus jogadores. “O ‘feedback’ que tenho ouvido é o melhor possível”, acrescentou, adiantando que “ainda é cedo” para se pensar numa reedição.

Deixar um comentário