Tiger suspende golfe competitivo

Em 2014 jogou apenas nove torneios, falhando dois cuts e não obtendo qualquer top10. Em 2015 jogou dois, mas no primeiro foi último classificado e no segundo desistiu devido a uma lesão nas costas. Tiger Woods garante que a dita lesão não tem qualquer relação com a que o levou à faca, no ano passado, mas anuncia agora que vai retirar-se da competição por tempo indeterminado.

“Preciso de trabalhar muito no meu jogo e de passar tempo com as pessoas que são importantes para mim. O meu jogo e os meus resultados não são aceitáveis”, escreveu o 62º do mundo (e a descer vertiginosamente), num comunicado publicado no seu site oficial. “Entro em torneios para competir ao mais alto nível. Quando achar que estou pronto, regressarei.”

Alguns observadores especulam que poderá regressar a tempo do primeiro major da temporada, o The Masters (início de Abril), que já ganhou quatro vezes. Antes disso,  imaginam, poderá ou não jogar o Arnold Palmer Invitational. Mas os mais pessimistas admitem mesmo que Tiger se retire de vez, tantos têm sido os maus resultados desde que, em 2013, venceu por seis vezes e regressou ao topo da tabela mundial.

Nascido em Califórnia, em 1975, Tiger Woods é provavelmente o melhor golfista de todos os tempos. Ganhou menos majors do que Jack Nicklaus (14 contra 18), mas detém a maior parte dos restantes recordes, que aliás obteve contra uma concorrência muito maior e mais bem preparada. Actualmente, não consegue sequer fazer sombra a Rory McIlroy, o líder do ranking.

Deixar um comentário