Jordan Spieth procura o “tri”

Jordan Spieth chega a este British Open com vontade de continuar a escrever história. Depois de conquistar o Masters e o US Open, o texano de 21 anos – faz 22 no próximo dia 27 de julho -, vencedor do John Deere Classic do PGA Tour na semana passada, procura no Old Course de St Andrews igualar o feito de Ben Hogan, alcançado em 1953, quando venceu os três primeiros majors do ano.

“Obviamente seria especial consegui-lo, vencendo um British Open em St. Andrews, a ‘casa do golfe’, mas não me sinto pressionado com isso”, sublinhou.

Sem Rory McIlroy, lesionado num jogo de futebol com os amigos e impossibilitado de defender o seu título, Spieth tenta também dar mais um passo para conseguir um inédito Grand Slam de temporada – vencer os quatro Grandes na mesma época.

Além disso, o prodígio americano pode chegar ao número 1 pela primeira vez na carreira, mas se, e só se, conquistar a ‘Claret Jug’. “Tenho jogado de forma suficientemente sólida para o ser, mas não é fácil dado os bons resultados que o Rory (McIlroy) também tem conseguido. Mas só preciso de continuar a dar o máximo nesta e na próxima semana porque vão estar em jogo muitos pontos para o ranking mundial nos torneios que aí vêm”, constatou Spieth, sem pressas de chegar à liderança da hierarquia.

Deixar um comentário